Diante dos episódios envolvendo barragens em Minas Gerais, a gerência do Santuário do Caraça tranquiliza os visitantes e informa que o local está situado em lugar totalmente fora de perigo e que não existe nenhuma estrutura de contenção que ameace a segurança do complexo.

É importante ressaltar que nenhuma barragem próxima as vias de acesso ao Santuário do Caraça está em perigo e que existem sinalizações de rotas de fuga conforme determina a legislação. Para quem parte de Belo Horizonte, há as seguintes opções para chegar ao local:

Via BR 381 (120 Km): BR 381 sentido Vitória-ES até o trevo para Barão de Cocais – Santa Bárbara – Caraça. Seguir pela MG 436 via Barão de Cocais. Antes da cidade de Santa Bárbara, virar à direita para o Caraça.

Via BR 356 (200 km): Partida de Belo Horizonte passando por Itabirito, Ouro Preto, Mariana, Morro D’Água Quente, Catas Altas, Santa Bárbara, Brumal e enfim, Santuário do Caraça.

Saindo de trem de BH: O trem sai diariamente da Praça da Estação às 7h30, desce na primeira parada (Estação Dois Irmãos) aproximadamente às 9h. Em seguida basta pegar um ônibus até a rodoviária de Santa Bárbara até Catas Altas ou agendar um táxi para translado.

Sobre o Santuário do Caraça

o Santuário do Caraça é uma das sete maravilhas da Estrada Real e possui mais de 12 mil hectares de Mata Atlântica, Campos Rupestres e Cerrado, com trilhas para os atrativos naturais, históricos e religiosos. Repleto de cultura e antiguidades históricas, o Centro Histórico do Santuário do Caraça possui diversos atrativos, como a igreja de Nossa Senhora Mãe dos Homens, que tem celebrações diárias de missas e onde se vê o primeiro órgão de tubos fabricado no Brasil, uma extraordinária Santa Ceia, pintada pelo Mestre Ataíde, e belíssimos vitrais franceses, o maior dos quais foi presente do próprio Dom Pedro II. Dentro das ruínas do colégio, que foi tomado pelo fogo em 1968, ficam o museu, no térreo, a biblioteca, no segundo andar, e, no terceiro, o auditório para conferências. Outro ponto de visitação são as catacumbas, onde estão sepultados Padres e Irmãos que atuaram no Santuário, desde 1774.

E quem for ao Caraça na Semana Santa não pode deixar de conhecer a gastronomia. A cozinha produz delícias que conquistam o paladar de todos. Na adega, dá para ver o processo de produção do vinho tinto, do hidromel e dos fermentados de laranja, jabuticaba e morango. Há também a padaria, que fabrica pães, bolos e biscoitos, e a doceria, para doces, geleias e compotas. O queijo minas artesanal é uma das iguarias mais procuradas no Santuário.

Outro atrativo que tornou o Santuário do Caraça conhecido mundialmente é a Hora do Lobo. Os hóspedes se sentam à frente da igreja, no adro, onde é colocada uma bandeja com pedaços de carne, e ficam à espera da aparição do visitante mais ilustre, o Lobo-guará. O animal, que aparece cada noite para comer, é o símbolo da bela harmonia entre o homem e a natureza.

O Santuário do Caraça está aberto todos os dias da semana, das 8h às 17h para visitação e 24 horas para hospedagens previamente agendadas. Para mais informações e reservas de quartos, acesse o site www.santuariodocaraca.com.br.

About The Author

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.

comentários